O Magus — O Livro de Thoth.

A figura na carta é o deus Hermes, relacionado à comunicação. Parece um malabarista manuseando seus apetrechos (ou “ARMAS MÁGICAS”) equilibrando-se na ponta do pé, demonstrando grande HABILIDADE. As Armas Mágicas representam qualidades como raciocínio, ação, emoção, praticidade e intuição.
⠀⠀⠀⠀
Um dos símbolos na carta é do planeta Mercúrio, relacionado ao signo de Gêmeos. As características geminianas são comunicação, sociabilidade, velocidade, polivalência, inteligência, futilidade, tagarelice, mentira e malandragem. Essas são qualidades do Mago que realiza feitos inusitados e as necessita para tal, mesmo que ILUDA, pois nem sempre a magia acontece como se planejou ou quando se corrompe.
⠀⠀⠀⠀
O mago lida muito com o irracional, o INTUITIVO, que não pode ser medido, por isso foge um pouco razão ao praticar seus feitos. Nos fantásticos, se não ilude, mostra como as coisas são, através de meios ilógicos a princípio que faz com que a razão precise ser reorganizada para explicar a natureza de modo mais amplo — vide os fenômenos contraintuitivos das físicas quântica e einsteiniana que necessitam de novas teorias da física e ramos matemáticos.
⠀⠀⠀⠀
Pela história, o mago foi relacionado à funções como curandeiro, feiticeiro, astrólogo, conselheiro, psicólogo, sacerdote, alquimista, cientista dentre outras, mas pode-se englobar a área de atuação em dois grandes tipos: PREVISÃO e a MORTE. A primeira é vista na Astrologia, I-Ching, Tarô, profecias religiosas etc. com diversos fins como previsão do tempo na agricultura, comportamento e eventos diversos; já a segunda na cura (física e emocional) e na comunicação com os mortos (antepassados e espíritos diversos).
⠀⠀⠀⠀
MAGIA, na origem, é uma protociência, a primeira tentativa do homem em controlar a natureza. Aleister Crowley a definiu como “ARTE E CIÊNCIA DE CAUSAR MUDANÇAS DE ACORDO COM A VONTADE” daí pode-se colocar um CIENTISTA como um mago, Newton por exenplo cuja obra abriu portas para que fossem realizadas mudanças significativas na natureza incluindo previsões como as meteorológicas (e, na minha opinião, o maior livro de magia já escrito foi seu “Principia Mathematica”).
⠀⠀⠀⠀
Herman Faulstich

“Faça o teu querer sem vontade vã.”

“Faça o teu querer sem vontade vã.”